10 motivos para visitar Madri

(post em 25/07/2014)


1- Os transportes funcionam

Aqui em terras madrilenhas, as paradas de ônibus são numeradas e em cada uma existem mapas indicando por onde o transporte vai passar e as estações de metrô que fazem a conexão com aquela linha. Mas a surpresa suprema foi um painel que informa em quantos minutos o ônibus irá chegar. Além disso, quando o ônibus está no ponto, ele se inclina para estar mais junto ao chão e o passageiro entrar sem dificuldades. Para saber como usar esta maravilha dê uma lida aqui.

DSC04440

2- É possível chegar ao estádio 10 minutos antes da partida começar.

Como a mobilidade urbana funciona e qualquer alteração no trânsito é avisada com antecedência, em dia de jogo dos times da cidade, o Real Madrid e o Atlético de Madrid, o cidadão pode buscar formas de evitar circular pelos arredores dos estádios. Isso evita engarrafamentos e multidões.

3- A noitada não tem hora para acabar

A noite madrilenha costuma ser dividida em três movimentos: tomar uma cerveja, comer algo e sair para dançar. Dificilmente as pessoas saem para ficar somente num local: o negócio é “ir de bar em bar” e há estabelecimentos que servem exclusivamente bebida alcoólica, por exemplo; outros que só abrem a partir da uma da madrugada. Tem para todos os tipos e gostos.

4- Churros não é coisa de criança.

Uma instituição madrilenha no quesito café da manhã ou lanche de final da tarde é o churros. Diferente do Brasil, não é merenda de criança, nem de porta da escola e não é recheado por dentro. Churros aqui é servido em qualquer bar e geralmente com chocolate quente. Existem as casas especializadas na matéria frequentadas por turistas e nativos.

churros

5- A siesta existe, ao menos para o comércio de bairro.

Pensei que fosse lenda, mas o cochilo após o almoço existe e ainda é observado pelo comércio de rua. As lojas fecham às 14h ou 14:30 para o almoço e só reabrem às 17h ou 17:30. O movimento nas ruas cai sensivelmente e é uma ótima oportunidade para fazer compras se você não estiver conversando com seu travesseiro…

6- Sempre tem algo acontecendo de graça na cidade.

Madri abriga três museus importantíssimos: o Prado, o Reina Sofía e o Thyssen-Bornemisza que formam o triângulo das Artes. A boa notícia é que eles têm horários e dias que abrem de graça, assim como vários museus, centros culturais ou salas de exposição. Sempre tem algo para fazer sem ter que desembolsar muito (ou nada) por isso.

7- Cidade grande com jeito de pequena.

Madri tem 3 milhões de habitantes o que faz dela uma grande cidade. Como toda capital que se preze, ela atraiu gente de toda Espanha e de todo mundo. Sendo assim é comum você encontrar restaurantes e centros culturais não só de outros países como também de cada região espanhola. Ainda assim é possível andar na rua tranquilamente, parar para descansar num banco e até tirar um cochilo no gramado de um parque quando é verão.

8- Fazer um picnique no parque é programa para todas as idades.

Quem não tem praia tem que ir ao parque para entrar em contato com a natureza. Em meados de maio quando começa o calor, os espaços verdes da cidade são tomados por pessoas que levam o almoço para dividir entre os amigos ou a família e ali ficam o dia inteiro jogando conversa fora, tocando violão ou curtindo a paisagem.

DSC01510

9- Você pode ir da Idade Média ao século 20 sem sair da cidade.

É incrível como se tropeça – às vezes literalmente – em arte por aqui. Madri não tem uma Notre Dame como Paris ou centos de ruínas fantásticas como Roma, mas existe um pouco de todos os estilos e este ecletismo é que torna a cidade tão especial. Desde vestígios da muralha árabe do século 13 que se pode ver em alguns pontos, passando pelas construções do século 18 como o Palácio Real, aos moderníssimos arranha-céus, tem de tudo um pouco na capital espanhola.

10- Madri está no centro da Espanha.

A capital espanhola está onde está por ordem do rei Felipe II. Tal qual um JK do século 16, o rei escolheu uma cidade do centro da Península para que ela ficasse perto de todas suas possessões. Claro que a abundância de águas e o sistema de defesa pesaram também na real decisão, mas o que importa é que nada está muito distante da capital e há várias opções de viagens bate e volta, como Toledo e Segóvia.

http://viajesalalcancedetodos.com/2013/05/06/sevilla/

 

 


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers