ARCO – Feria Internacional de Arte Contemporáneo

(post em 26/02/2015)


Desde 1984 é assim. Em fevereiro, Madri se transforma em sede da Feira Internacional de Arte Contemporânea, Arco para os íntimos, e recebe galeristas do mundo todo. São pinturas, fotografias, vídeos, instalações e trabalhos dos principais artistas do mundo representados pelos seus galeristas. Apesar de receber trabalhos da Europa e Estados Unidos, nos últimos anos, a Feira tem se voltado para a América Latina, o que me deixa muito feliz!

Este ano pude conferir in loco a 34º que tem a Colômbia como país convidado. Adorei ver as propostas de artistas contemporâneos que falam do nosso tempo e para o nosso tempo. Abaixo, algumas fotos da jornada:

– O reis da Espanha, dom Felipe VI e dona Letízia chegam para inaugurar a Feira:

DSC07769

 

– Aspecto do estande da galeria carioca Anita Schwartz que me rendeu um ótimo papo para a Revista Brazil com Z. Os quadros são de Nuno Ramos e a escultura de Ângelo Venosa:

DSC07778

 

– Quem esteve presente também foi a baronesa Thyssen, viúva do barão Thyssen, que deu origem ao Museu de mesmo nome. Na foto, ela com o filho (de costas) e a nora, que é artista plástica:

DSC07796

 

– Esta é a galeria “De la Oficina – Pablo Gómez e Ivan Hurtado”, uma das várias galerias colombianas presentes no envento. Este artista, de Medellín, dá suas ideias para reconstruir a cidade. Qualquer semelhança…:

DSC07805

 

– Só resta me despedir com a galeria paulista Emma Thomas, que também trouxe os artistas Gui Mohallen e Nazareno, para o espaço “Solo Project”:

DSC07804


Compartilhe |


2 Comentários

  1. ivan diz:

    bom dia gostaria saber qual e a semelhança que vc deixa em aberto ,trabalhio sobre esse tema a muito tempo e gostaria saber sim vc conhece meu trabalho par a poder falar assim .

    obligado

    ivan

    • Juliana diz:

      Oi, Ivan ! A semelhança se refere ao Rio de Janeiro. Como as duas cidades sofrem com o tráfico de drogas e suas consequências muitos projetos testados nessa cidade foram implementados no Rio. Por exemplo, Medellín inspirou o projeto do teleférico do Complexo do Alemão. Quando vi esse stand me lembrei imediatamente dos inúmeros debates para reconstruir o Rio daí o comentário. Abraços e obrigada pela presença.

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers