Catedral de Nossa Senhora de Almudena

(post em 27/10/2013)


Parece incrível, mas a catedral de Madri tem apenas 125 anos. A pedra fundamental foi colocada pelo rei Alfonso XII, em 4 de abril de 1883, porém ela só foi dedicada em 1993 peDSC09917lo Papa João Paulo II.

 

 

 

 

 

 

Tudo isso porque o bispo de Toledo não queria dividir o poder e glória da catedral de sua cidade com a recém fixada capital da Espanha. Assim, a antiga igreja de Santa Maria de la Almudena sofria ampliações e reformas sem muito sentido, até ser finalmente derrubada em 1868. É possível ver sua maquete no Museu de San Isidro e algumas ruínas na calle de Almudena.

 

Muita gente não gosta da catedral. Afinal, a construção choca pela sua fachada neoclássica, elementos neorromânicos, mas de interior neogótico e com uma grande cúpula. Esta mistura de estilos se deveu a demora da construção e ao fato da catedral ficar literalmente em frente ao Palácio Real.DSC03166

 

Igualmente, não há uniformidade entre os altares laterais. Um altar de inspiração barroca pode estar ao lado de um minimalista.

O vitrais e as pinturas são extremamente coloridas, o que pode deixar o visitante atordoado. Discussões à parte, a igreja tem belas pinturas e vidrerias e como não poderia deixar de ser um altar dedicado à padroeira da cidade.

Antes de entrar, contemple as diferentes imagens dos santos Apóstolos, na frente da igreja, como os gigantescos são Pedro e São Paulo. Também na fachada está um lindo anjo que nos convida a entrar, os escudos da Família Real espanhola e do papa João Paulo II.

O acesso ao templo é feito pela calle Bailén. Ali fica a Porta da Misericórida, que somente é aberta em ano santo. Esta porta abriga os relevos esculpidos em bronze retratando o dia da dedicação da catedral. Force a memória e identifique aos reis eméritos Juan Carlos I, a rainha Sofia e o papa João Paulo II.

Catedral de Almudena

 

 

 

 

 

 

 

Ao entrar, a primeira coisa que o visitante vê é a imagem de Nossa Senhora de Almudena e um retábulo do século 15 com 18 imagens retratando diferentes momentos da vida de Cristo. Além disso, lá está enterrada, aos pés da imagem da padroeira de Madri, a rainha Maria de las Mercedes, esposa de Alfonso XII, que ajudou a arrecadar fundos para a construção do edifício e tinha uma enorme devoção por esta santa.

 

DSC02007Quanto aos altares laterais cada um foi feito em um estilo artístico. Assim temos o moderno, ao lado do barroco, que faz fronteira com o minimalismo e esculturas extremamente realistas. Destaque para os santos nascidos em Madri como é o caso de santa Maria Soledad Torres Acosta.

Na capela do Santíssimo, a mais bonita na minha humilde opinião, mosaicos em estilo neobinzantino retraram as principais passagens do Evangelho. Falando assim pode soar exagerado, mas a capela conseguiu conciliar o forte colorido com expressão artística sacra. Nesta capela, somente está permitida a visita para quem vai rezar o assisitr a missa. Portanto, seja respeituso.

O templo ainda conta com um museu e para quem tem disposição é possível subir até a cúpula e admirar uma das mais belas vistas da cidade.

Esta catedral tem marcado a vida espanhola com não poderia deixar de ser. O Papa João Paulo II a consagrou e é homenageado com uma imagem no pátio da categral. Da mesma forma está ali, num discreto altar, uma relíquia do papa polonês.

Bento XVI rezou missa para os seminaristas na Jornada Mundial da Juventude, em 2010; e o primeiro casamento celebrado lá foi o dos Príncipes de Astúrias em 22/05/2004.

Onde ? Calle Bailén 10.

Quando ? De segunda a domingo de 9:00 a 20:30 hrs. Sem interrupção.

Gratuito.

Texto revisado em 02.10.2018

 

 

 


Ver mapa maior


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers