Estação de Chamberi, a estação fantasma

(post em 04/02/2014)


DSC07638Madri pode te supreender se você sair do circuito PradoSofiaThyssen. Não que esses museus não valham a pena. Mas para quem vem à cidade pela segunda vez ou gosta de ver algo diferente, a capital espanhola também tem programas interessantes. Já comentei sobre o Museu do Ferrocarril (ótimo para ir com as crianças) e agora conto para vocês um pouco do “museu” do metrô que fica na antiga estação de Chamberi ou a estação fantasma.

DSC07600A estação de Chamberi era uma das sete estações do metrô de Madri, em 1919. Entretanto, quando resolveram ampliar as plataformas das estações na década de 60, concluiram que seria impossível fazê-lo em Chamberí, por ser uma estação em curva.O que foi ruim a princípio acabou se tornando um testemunho ocular da história, pois além de conservar o traçado da época, também foi recuperado o mobiliário e a decoração da época.

O museu foi aberto em 2008 e para aumentar o clima a iluminação é a mesma que se usava na época da inuguração da estação em 1919. Isso ajuda a entender a mentalidade de outrora, pois quando as primeiras estações de metrô surgiram as pessoas receavam entrar por conta da escuridão. Antonio Palacios, arquiteto, idealizou uma solução interessante: cobrir as paredes de azulejos brancos para que refletissem a incipiente luz elétrica e assim conquistar aos mais medrosos. Aliás, Palacios deixou sua marca em Madri, pois também é autor do Palácio das Comunicações-CentroCentro e de outros edifícios emblemáticos da capital.

DSC07608Com o tempo, a crescente comunicação de massas descobriu que além de transportar pessoas, o novo veículo também era um ótimo meio de anunciar seus produtos e cobriu os azulejos das estações com elaborados “reclames”. Assim temos alguns que estão ali originalmente e um projetor exibe nas paredes propagandas e músicas das décadas de 20 e 30.

Durante a guerra civil, Chamberí serviu de abrigo para a população e para esconder alimentos.O epíteto de fantasma vem depois do seu fechamento, em 1966, quando o local foi ocupado por mendigos e tribos urbanas. Como o trem ainda passava por ali, mas a estação estava fechada ao público, os novos moradores se encarregaram de espalhar que era um trem-fantasma que percorria os trilhos, para afastar a polícia e os curiosos. Aterrorizante ou não a visita é uma excelente oportunidade de conhecer in loco um pouco mais de Madri sob um ângulo diferente.

Quando ? Sextas de 11:00 a 13:00 e de 17:00 a 19:00 horas. Sábados e domingos de 10:00 a 14:00 horas.

Quanto? Gratuito

Onde ? Plaza de Chamberí, Metrô Bilbao, L4.


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers