Coisas que aprendi em cinco anos na Espanha

(post em 08/09/2017)


Em 2017, comemoro sete anos* morando fora do Brasil. Sempre atualizo esta lista e aqui está a versão deste ano.

——————————————————————————————————————

Lá se vão seis anos daquele glorioso – e chuvoso – dia 8 de setembro de 2010 quando partimos para a Espanha. Como sempre acontece quando a gente sai da zona de conforto, aprende-se muito e se cresce também.

Estas sãos algumas coisas que aprendi nesses sete anos e compartilho com vocês:

 

  • Aproveitar intensamente o melhor de cada estação e lembrar-se que o verão acaba e o inverno também!

 

  • Aniversário de criança é das crianças e para as crianças.

 

  • Comer pão com tomate e azeite no café da manhã e jamón serrano como aperitivo faz parte da sua rotina.

 

  • Almoçar às 14h.

 

  • Achar normal ter um garçom para servir um restaurante inteiro ou apenas um vendendor para cuidar da loja, te atender e receber o pagamento.

 

  • O serviço público pode ser bom e não é sinônimo de “coisa para pobre”.

 

  • O sistema de saúde público te encaminha a fazer o parto normal dando todas as condições para que isso aconteça.

 

  • Aquelas senhoras que estão ali gritando não estão brigando. São amigas de longa data conversando.

 

  • Quando uma pessoa te diz “não” ela apenas quis dizer isso: não. Ela gosta tanto de você que não está te fazendo perder tempo com desculpas esfarrapadas.

 

  • Comparar a Espanha aos países do norte europeu, especialmente à Alemanha, e achá-lo o pior país do mundo.

 

  • Descobrir que por mais Primeiro Mundo que aqui seja, a classe política não fica a dever aos seus amiguinhos do Terceiro em matéria de corrupção.

 

  • Adaptar seus horários aos do comércio que fecha às 14h-14:30h e só abrirá às 17h-17:30h.

 

  • Que nem todo mundo que vive dentro das mesmas fronteiras está satisfeito com isso.

 

  • Por mais curta que seja sua saia e generoso o seu decote, os homens só vão olhar e não dirão nenhuma estupidez. Os mais atrevidos vão arriscar um “qué guapa!”

 

  • Que é inútil fazer qualquer comparação entre Brasil e Espanha. Ambos têm suas qualidades e defeitos.

 

  • Se você acha que brasileiro fala palavrão, converse com um espanhol e descubra que você tem um linguajar casto e puro.

 

  • Torcedor de futebol é igual em qualquer lugar do mundo.

 

  • É o máximo levar seu filho à biblioteca pública. Aliás, é um luxo ser sócio da biblioteca e pegar livros, filmes e revistas gratuitamente.

 

  • Ser clara e objetiva numa consulta médica. Pediatra incluído.

 

  • Quando a mulher se sente indignada com uma cantada, ela insulta o homem de volta.

 

  • Atravessar a rua na faixa de pedestre e fazer coleta seletiva não é tão complicado.

 

  • Saudade é um estado permanente da sua alma.

____________________________________________________________________

*Não quis mudar o título do post, por isso que há esta contradição entre os números.


Compartilhe |


19 Comentários

  1. Phillipe diz:

    Que bacana Juliana! Gostei muito da sua perspicácia nos comentários. Sucesso e obrigado pelo espaço!

  2. clelia severino morais diz:

    legal mesmo..nem eu com qse 23 anos de Espanha falaria melhor.

  3. rodrigo diz:

    Show. Penso em voltar para Espanha no ano que vem.

  4. Luci Souza diz:

    Madrid simplismente una ciudad maravillosa
    Amo mas que chocolate <3
    Muchisimas ganas de volver….
    Si Si Madrid 😀 <3
    Enhorabuena Juliana, besitos pa todos

  5. Muito bom o texto! Gostei muito. Eu tb aprendi muitas coisas e muitas delas foram as mesmas que vc. Feliz 5 anos na Espanha.

  6. Sandra B. diz:

    Parabéns pelo 5 anos! Que sejam os primeiros de uma longa e feliz serie de 5 …

    minhas vizinhas conversam animadamente, como você bem descreve, todos os dias. cada uma da porta de sua respectiva casa … a minha fica no meio! calcula os meus sustos pela manhã!

    beijos

  7. Glauner diz:

    Olá, Sra. Juliana! Parabéns pela matéria! Eu visitei a Espanha com a família há muitos anos e me apaixonei pelo país. Costumo dizer que somente dois ou três países me tirariam do Brasil, sendo a Espanha um deles. Agora lhe pergunto: O que você diria sobre que a maioria dos brasileiros exalta muito mais Canadá e Austrália? Você acha que eles têm razão, apesar de você viver na Espanha, ou você defende comparativamente a Espanha em relação a aqueles dois países? Um abraço!

    • Juliana diz:

      Olá, Glauner! Muito obrigada pela mensagem. Bem, o único país em que morei é a Espanha e jamais visitei a Austrália e o Canadá. Assim sendo, não tenho opinião a respeito. Um abraço!

  8. Luane diz:

    Olá! Muito legal sua perspectiva sobre a Espanha. Fiquei com mais vontade ainda de conhecer! Quero muito morar em Madrid por um tempo ou quem sabe bastante tempo, você tem dicas de como posso proceder ou onde devo buscar informações?
    Obrigada. Gostei muito do site!
    Abraço.

  9. DÉBORA diz:

    Olá Juliana,

    Estou pretendendo ir morar em Madrid em 2018, pois meu filho de 13 anos tem Cidadania Europeia (Italiana) e quero que ele estude na Europa, neste caso ele irá fazer o ensino médio em Madrid.
    Tenho algumas dúvidas:
    – Sugestões de melhores colégios para ensino médio, ele estuda atualmente no Santo Agostinho do Rio de janeiro que é um dos 3 melhores da cidade;
    – Por ele ter Cidadania Europeia quais as vantagens em relação ao custo financeiro para o Estudo no caso de bolsa de estudo e até mesmo gratuidade;
    – Quais o melhores bairros para se morar, que possuem infraestrutura perto como supermercados, bancos e até mesmo o próprio colégio;
    – Sou viúva e não possuo cidadania Italiana somente meu filho de 13 anos, não sei se você sabe me informar mas eu teria permanência por ele estar estudando.
    Desde já agradeço sua ajuda.
    Débora

  10. Marcos diz:

    Juliana, por favor, me manda um email com os passeios que vc pode fazer como guia.
    Obrigado.
    Marcos

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers