Doces espanhóis

(post em 21/12/2013)


Confesso que tudo que leva açúcar me agrada e não entendo como um ser humano pode dizer: “Não ligo pra doce, não…” E aquelas criaturas que não gostam de chocolate? Isso deveria ser um caso de internação clínica.

Os espanhóis não tem muita tradição em fazer doces. Afinal, as colônias deles não produziam açúcar como a de Portugal e assim, os doces aqui costumam vir sempre com uma massa e recheio. Há exceções como as “yemas de Avila” (como o quindim), o marzipan e os “huesos de santo“. Não que me incomode, longe disso, mas só para assinalar as diferenças. A lista não está completa, mas prometo que farei o sacrifício de aumentá-la.Vejamos alguns exemplos:

 

DSC05614 Bayonesa de Cabello -“Bayonesa” é a massa folheada e o “cabello” ( o nosso cabelinho de anjo) é como chamam o recheio que é feito de alguma fruta bem fibrosa, no caso a cidra e com um toque de limão. Excelente!

 

 

DSC05729Porras – Calma! Não é o que vocês estão pensando. Porras são os churros recheados de creme de leite, encobertos ou não de chocolates. São comuns nos lanches e acompanhados de chocolate quente. Deliciosos! Em tempo: a expressão “hacer una porra” em espanhola da Península significa, simplesmente, fazer um bolão, uma aposta entre amigos.

 

DSC05294Pepito de crema – Continuando a árdua tarefa de provar os doces da Espanha descobri o “pepito de crema”. Como vocês podem ver na foto, este doce é aprecido com o “sonho”, porém é maior, com mais recheio e muitas vezes coberto de chocolate. Ou seja: é muito melhor!!

 

 

DSC08438Dulces penitentes – Páscoa também tem suas guloseimas típicas, certo? Aqui também! O “penitente” é um cone de biscoito com calda de chocolate, recheado de creme, chantilly ou chocolate. Alguns ainda são enfeitados com castanhas. Assim fica fácil fazer penitência!

 

 

Onde ? Para churros e porras: Chocolateria San Ginés. Endereço: Pasadizo San Ginés, 5, Metrô Opera, L2.

La Antigua Churrería: Calle Conde de Peñalver 32, Metrô Goya, L2.

Para os demais Viena Capellanes: calle Arenal, 30. Metrô Opera, L2. No entanto, a loja mais bonita da rede Viena Capellanes fica na calle Goya, 37, Metrô Velazquez, L2.

Tem uma lojinha maravilhosa no centro que vende doces feitos em conventos, El Jardín del Convento. Para comprar chocolates, leia este post sobre as melhores lojinhas de doces e chocolates.


 

O Rumo a Madrid agora está no Instagram com o nome de @rumoamadrid. Siga a gente por lá!

 


Compartilhe |


5 Comentários

  1. Sandra diz:

    Já dei uma olhada em vários posts do blog.
    Adorei!!

    Eu sou das que não ligam para doces e confesso que as natas que acompanham os “postres” me deixam com menos vontade ainda de comê-los.
    Sou gente boa pq gosto de chocolate mas, pra mim, as “palmeras de chocolates” são um exagero!! Não acha??

    • Juliana diz:

      Obrigada, Sandra! Uma honra ter uma colega blogueira por aqui. Concordo quanto às natas: às vezes ficam enjoativas mesmo; mas a respeito das “palmeiras de chocolte”, hummm, sei não…

  2. Bete diz:

    Estranho os espanhóis,não gostar muito de doce,agora nâo concordo a respeito do chocolate,pois conheço muitas pessoas que nâo comem,porque faz mal.
    Ah!o doce que eles mais apreciam é arroz doce>

  3. Que delicía de post! Adoro o pepito de crema! Recentemente descobri o churros recheado da churrería Los Artesanos 1902 e amei!

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers