Doces típicos – huesos de santo

(post em 27/10/2013)


Em todo lugar existem as comidas e doces típicos que só aparecem em determinadas fases do ano. Aqui não é diferente. Torrone, no Natal; Roscón de Reyes, em 6 de janeiro, ou o famoso bolo (ou pão doce) enfeitado com frutas cristalizadas para lembrar a coroa de um Rei. Dentro, um brinquedinho para o felizardo que o achar. Ou azarado, porque diz a a lenda que quem o encontra deve pagar o roscón do ano seguinte. Rabanada, na Páscoa, pode parecer estranho, eu sei; e os “doces penitentes“, completam a lista pascal.

DSC08072 Agora com a proximidade da festa de Todos os Santos e Finados, as lojas se enchem de “huesos de santos” e buñuelos. Opa! Ossos de santo ?? Que nojo! Ora, a gente, no Brasil, come baba de moça e olho de sogra com uma felicidade ímpar. Os “huesos de santo” são uma massa de marzapán recheada, orignalmente, com gemas. Hoje em dia se coloca chocolate, coco e não sei mais o quê. Em forma de canudinho e empilhados como se fossem relíquias podem parecer tétricos, mas são divinos.


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers