Edifício Metrópolis

(post em 06/02/2014)


DSC01812 O edifício Metrópolis é um dos mais emblemáticos de Madri e, por isso, um dos mais fotografados. Situado no começo da Gran Vía é difícil saber o que mais atrai a admiração. Será a Vitória Alada que parece que acabou de pousar no teto? Será o próprio teto em ardósia e com ornamentos folheado a ouro?Serão as esculturas que representam o Comércio, a Mineração, a Agricultura e a Indústria? Ou as colunas? Talvez seja tudo isso e o fato de o edifício se manter razoavelmente branco no meio de tanta poluição e pombos. Igualmente, durante a noite, os detalhes do prédio são ressaltados por mais de 200 lâmpadas.

Para fazer este edifício foi aberto um concurso entre arquitetos espanhóis e franceses no começo do século 20. Levaram o contrato os franceses Jules y Raymond-Février, mas o espanhol Luiz Esteve Fernandez-Caballero terminaria a obra em 1910 e a inauguração seria um ano depois. Não há consenso quanto ao estilo. Uns dizem eclético pela mistura de várias correntes artísticas, outros dizem neorenascentista, pelas colunas coríntias.

DSC08616O edifício pertenceu à seguradora “La Unión y el Fénix Español” até os anos setenta quando o vendeu para a seguradora Metrópolis. Esta assumiu o compromisso de restaurá-lo e assim foi feito. Só houve um problema. A Fênix tinha colocado no teto o belo conjunto escultórico representando o herói da mitologia grega Ganimedes que já fazia parte da paisagem e do coração dos madrilenhos. Sabiamente, os novos proprietários substituiram por outra escultura, desta vez da Vitoria Alada, com seu manto vaporoso, recém-chegada dos céus. Já Ganimedes está pousado no edifício localizado na calle de Alcalá, 23, pertinho do endereço original.

ODSC09135 grupo central de esculturas, uma mulher protegendo aos seus, são de autoria de Mariano Benlliure, escultor valenciano que tem várias obras na cidade. Para quem gosta de coincidências históricas, as demais esculturas são de De Lamberte e de Paul Landowski, o autor da cabeça e das mãos do Cristo Redentor.

DSC04039A dica de ouro. Da rua se tem uma visão fantástica para fotos, mas do alto do Círculo de Belas-Artes, o ângulo é inusitado. Também o hotel Ada Palace (Gran Vía, 2 ou justo em frente) tem uma terraça ótima e uma vista boa do prédio onde você pode ver a estátua deste ângulo. Basta tomar um cafezinho e abusar da câmera fotográfica.


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers