Georges de la Tour no Museu do Prado

(post em 12/03/2016)


O Museu do Prado acolhe até dia 12 de junho de 2016 uma exposição dedicada ao pintor francês Georges de la Tour. Se precisa de guia de turismo brasileiro em Madrid, não esqueça que posso guiá-lo a esta exposição e ao Museu do Prado. Clique aqui para mais informações.

Visitando a mostra fica difícil entender porque ele foi esquecido durante dois séculos e relegado ao pé de página da história da arte.Seus claros/escuros nada ficariam dever aos de Caravaggio e suas cenas carregadas de ironia provocam a mesma risada em nós habitantes do século 21 que dos seus contemporâneos.

Georges_de_La_Tour_025

De The Yorck Project: 10.000 Meisterwerke der Malerei. DVD-ROM, 2002. ISBN 3936122202. Distributed by DIRECTMEDIA Publishing GmbH., Dominio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=153638

Conheci Georges de la Tour quando estudava francês e assistia um documentários sobre a Lorena, região onde ele nasceu. Acho que meus neurônios gostaram tanto do estilo do pintor que o reconheci imediatamente quando vi o cartaz da exposição.

O Prado expõe 31 obras do pintor. Um número expressivo se pensamos que o catálogo dele conta com apenas 40 obras. Seus quadros estão espalhados por vários museus da França e do exterior e, por isso é uma bela oportunidade de vê-los todos juntos.

Georges_de_La_Tour_022

O pensamento de São José. De Georges de La Tour – The Yorck Project: 10.000 Meisterwerke der Malerei. DVD-ROM, 2002. ISBN 3936122202. Distributed by DIRECTMEDIA Publishing GmbH., Dominio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=153633

Ao contrário de pintores mais refinados, La Tour resolveu retratar pessoas do povo, cenas cotidianas ou religiosas sem um pingo de sacralidade e assim, em algumas, telas fica difícil saber se é uma cena devocional ou apenas amigas com seus rebentos. Mesmo assim, ele consegue provocar no espectador um efeito de aproximação, que nos faz imediatamente identificar com aquilo que está representado.

Observem este cena da Adoração dos Pastores. Nela não vemos Maria com sua habitual túnica branco, véu azul ou cabelos longos. Apenas um grupo de pessoas em torno ao bebê (pobrezinho, todo enfaixado!) numa atitude bastante incomum para este assunto.

De Georges de La Tour, Dominio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=153606

De Georges de La Tour, Dominio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=153606

Interessante também é comparar “as variações sobre o mesmo tema” que ele pintou. Há distintas versões de um são Jerônimo, de Madalena penitente, assim como abundam são José com o Menino Jesus.. Isso tudo só incrementa a exposição e é uma oportunidade imperdível para quem visita o Museu do Prado nesta temporada.

Onde? Paseo del Prado, s/n. Metrô Banco de España, L2.

Quando? De segunda a sábado de 10.00 a 20.00h. Domingos e feriados de 10.00 a 19.00h.

Até 12 de junho.

Quanto?

A entrada custa 14 euros e dá direito ao acervo permanente e às exposições temporais.

Meia-entrada para os maiores de 65 anos.

Atenção!

De terça a sábado, de 18h às 20h e domingos e feriados, de 17h às 19h, a entrada é GRATUITA. A fila é grande, mas o museu é maior e, por isso, não fica completamente lotado, mas o único problema é que você terá apenas duas horas para contemplar as obras.

Para as exposições temporais é cobrado a metade, 7 euros; e é possível visitar o museu depois.

Quem tem o MadridCard não paga.

 


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers