Igreja de San Benito e San Manuel

(post em 03/01/2014)


DSC03892Madri, século 19. O casal Manuel Caviggioli e sua esposa Benita Maurici de origem italiana, mas nascidos em Barcelona, decide erigir uma igreja que seria ao mesmo tempo mausoléu e escola para as clases trabalhadoras. Dito e feito, as obrar começaram em 1901 e terminaram dez anos depois e ambos não puderam ver o templo terminado. O terreno se situava no elegante e já consolidado bairro burguês-elegante de Salamanca e vizinho ao parque do Retiro. A ordem religiosa para cuidar da igreja e da escola foi a dos agostininos que ali estão até hoje.

DSC01897Se estivessem vivivido para presenciar o término certamente iriam ficar impressionados com a obra. O arquiteto Fernando Arbós y Tremanti construiu a igreja em estilo neobizantino, com uma cúpula de cobre e campanário fora do corpo da igreja, algo mais usual em certas cidades italianas que na Espanha. Por dentro, a cúpula está revestida de mosaicos, amarelos, dourados e azuis dediversos tons o que nos faz remeter ao céu e assim, ao Criador.

DSC03896Os altares laterais estão dedicados a santa Rita de Cássia e aos túmulos dos benfeitores (foto ao lado) transferidos para lá em 30 de dezembro de 1910. Dois dias depois se inaugurava oficialmente o templo. No altar à esquerda estão três imagens de Nossa Senhora, cada uma com sua invocação específica: Nossa Senhora do Caminho, padroeira de León; Nossa Senhora de Luján, padroeira da Argentina; e a Virgem da Consolação padroeira dos agostinos.

DSC03893O alta principal conta com uma bela imagem em mármore de Cristo abençoando os fiéis, ladeada de duas imagens de são José e santo Agostinho. A ábaside está revestida com mosaicos com motivos geométricos e no teto as pastilhas formam as imagens do Cristo Pantocrator e rodeado pelos doze apóstolos como se vê na foto ao lado.

A igreja possui um dos mais belos órgãos de Madri e promove a Semana Internacional do Órgão, geralmente no mês de maio, que está em sua 31 edição.

Falamos tanto do aspecto arquitetônico e quase esqueço da escola. Esta era destinada a jovens pobres de 14 a 30 anos, que soubessem ler e escrever. Funcionou até a guerra civil quando a igreja foi ocupada, mas felizmente, não foi destruída Quando a contenda terminou os padres não conseguiram mais a licença para reativá-la e hoje suas dependências servem às inúmeras atividades paroquiais. Afinal, os agustinianos mantiveram o propósito inicial e continuam ministrando diversos cursos de teologia, história da igreja, cultura e o pensamento de Santo Agostinho..

https://maps.google.es/maps?q=iglesia+san+manuel+y+san+benito&hq=iglesia+san+manuel+y+san+benito&hnear=Madrid,+Community+of+Madrid&t=h&z=14


Compartilhe |


4 Comentários

  1. Carlos Corrêa Gomes diz:

    Reportagem excelente, minhas filhas as vezes que vão a Madrid, assistem missa nesta igreja vez que o paróco é amigo de nossa família (esta igreja é o grande “amor” dele), minhas filhas dizem que ao conhecerem a igreja de San Benito e San Manuel entenderam o porque deste amor pela Igreja. O mais imkportante de tudo,segundo minhas filhas, são os padres responsáveis pela mesma, pessoas maravilhosas.

    • Juliana diz:

      Obrigada, Carlos! Quem cuida desta paróquia são os padres agustinos e sempre há cursos de teologia e história da igreja para os fiéis. Quem sabe não encontro com suas filhas por lá? Abraço !!

  2. Eucaris Bonalumi diz:

    Igreja maravilhosa, sempre que vou a Madrid assisto missa todos os dias nesta Paróquia. Padres atenciosíssimos.

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers