Madri: tudo o que você precisa saber para viajar

(post em 09/05/2015)


– A imigração já não pega pesado, mas por favor, esteja com passaporte válido, endereço do hotel e dinheiro suficiente para passar alguns dias por aqui.

Contrate um seguro de viagem. Todo mundo contrata o serviço de seguro na esperança que não vá usá-lo, mas é melhor estar prevenido. Nosso site tem parceria com a Real Seguro Viagem, um comparador de preços que indica qual é o seguro mais em conta. Se você fecha pelo Rumo a Madrid, ganho uma comissão, ajuda a manter o site no arcom várias dicas sobre Madri e todo mundo fica feliz!

– Traga adaptador para a tomada e não esqueça que a voltagem aqui é 220v.

presa_elettrica

– Todas as épocas são boas bastando você tirar o melhor de cada uma delas. O inverno é frio, mas é um charme andar de casaco; a primavera é linda, mas não se engane porque chove muito. O verão é um calor desgraçado, mas todos estão felizes e nas ruas. Finalmente, o outono é uma descoberta com tantas cores e tons de amarelo e dourado.

O fuso horário do espanhol é mais tarde. O povo aqui almoça às 14h e janta às 21h. É raro o restaurante fora da zona turística que esteja com a cozinha aberta antes de 13h. Portanto, programe-se.

Atenção aos preços. Ao contrário do Brasil, os restaurantes, cafés e bares podem cobrar diferentes valores dependendo onde o cliente for sentar. Há um preço para o balcão e outro para a mesa e a varanda. No entanto, isso estará bem avisado no cardápio ou nas paredes do estabelecimento.

– Não estranhe o tratamento rude de alguns garçons e comerciantes. Por natureza, os espanhóis são mais diretos, não puxam papo com o cliente e não sorriem quando vão te atender. Nada pessoal.

– Ainda que praticar a siesta numa cidade grande como Madri é difícil, a maioria do comércio respeita esta regra. Sempre verifique o horário de funcionamento das pequenas lojas.

DSC09095

– O período da liquidação de inverno vai de 7 de janeiro até fim de fevereiro e a de verão, de julho ao fim de agosto.

– Tem programa para todos os gostos e para todas as idades. A noite madrilenha é animada e vai acontecendo literalmente de bar em bar.

– Tem programa para todos os bolsos. Aproveite os horários gratuitos dos museus, gaste a sola do sapato e entre em todas as igrejas possíveis para ver boa arte.

– Festas de rua: 5 – 6 de janeiro, se comemora o dia de Reis. Na Semana Santa, tem procissão que vale pelo lado antropológico do assunto. Dia 23 de abril é dia do Livro e todas as livrarias ficam abertas até mais tarde, oferecem descontos, palestras e fica um clima bem legal pelas ruas.

Em maio, no dia 15, festa de San Isidro, é tradição fazer picnique com os amigos e se vestir de roupas típicas, caso não chova. Geralmente, na última semana se junho acontece o Orgulho Gay. Em novembro tem o festival gastronômico no bairro de Lavapiés, o Tapapiés.

– Em dia de jogo é preciso ir mais cedo visitar o estádio Santiago Bernabéu ou o Vicente Calderón, por isso fique de olho na tabela.

– Madri está no centro da Espanha e dá pra fazer um bate e volta para várias cidades como Toledo, Alcalá de Henares, Aranjuez, Segóvia, Salamanca, Buitrago de Lozoya e Ávila tranquilamente.

– Esqueci alguma coisa? Deixe sua observação nos comentários.

 


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers