Moncloa

(post em 27/07/2014)


Quem tem mais tempo em Madri pode aproveitar para passear no distrito de Moncloa-Aravaca que abriga o campus da Universidade Complutense, a sede do governo, o parque Oeste, o museu da América, a Casa do Brasil, o museu do Traje, a Casa de Campo entre outras maravilhas.

A melhor maneira de conhecê-lo é ir de metrô até a estação de Moncloa (L3) e dali começar a caminhada ou se preferir, você pode vir caminhando por dentro do parque de Oeste e chegar ao bairro.

Saindo da estação de metrô, o primeiro monumento que vemos é o Arco da Vitória erguido de 1953 a 1956 para comemorar a vitória de Franco sobre os republicanos. Como não se pode destruí-lo, o povo mudou o nome para não perpetuar a memória da vitória de Franco sobre os republicanos na batalha da Cidade Universitária, chamando-o simplesmente de “Arco de Moncloa”. Logo depois nos deparamos com o Farol de Moncloa que foi reaberto recentemente e já fui lá para conferir a bela vista que o lugar oferece.

Museu da América

Aqui é preciso tomar uma decisão importante: você vai caminhar pelo lado direito ou esquerdo? Essa avenida enorme é a M-30, que circunda Madri e é extremamente movimentada e com poucos acessos para atravessá-la. Se você escolheu caminhar pela direita, mais a frente temos o Museu da América (foto acima) que expõe peças do continente americano colecionadas por espanhóis. O museu tem um bom acervo do passado colonial espanhol na América, café e uma lojinha bem legal para lembrancinhas originais.

Se você optou por caminhar pela esquerda, ali está localizado uma parte do parque Oeste. Apesar de ser cortado por avenidas, o parque é tranquilo e tem várias esculturas de diferentes estilos e épocas espalhadas pelo terreno. Inclusive, casamatas que serviram para o exército durante a contenda.

DSC06548

Continue andando. Estamos chegando na reitoria da Universidade Complutense e ao lado, a Casa do Brasil. Ali sempre tem exposição de algum artista brasileiro e há uma cantina muito simples, mas que pode ser usada para repor as energias. Afinal de contas, a próxima parada será o museu do Traje e é preciso estar descansado para percorrer o belo edifício e a coleção de roupas espanholas através dos tempos. Se você preferir, tome aqui no Museu do Traje seu café, porque o local é lindo e com uma agradável vista para o jardim como você pode ver na foto acima.

Hora de voltar! É muito fácil, basta percorrer o mesmo caminho. Porém, ao invés de pegar o metrô logo, sugiro que você, ao chegar à estação, desça o Paseo de Moret e ande um pouco mais pelo parque do Oeste. Dali sai o teleférico que leva a Casa de Campo, o maior parque de Madri. Mas se o cansaço é grande no Paseo del Pintor Rosales tem vários restaurantes interessantes e para todos os bolsos.

Na seção roteiros você encontra outras sugestões de passeio por Madri. Quer saber o que fazer no primeiro, segundo e terceiro dia ? Vai lá e depois deixa um recado pra mim.


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers