Museu Nacional de Antropologia

(post em 10/10/2014)


A Antropologia surge no século 19 com o objetivo de estudar o homem e classificá-lo. Até aí nada demais, porque desde que o mundo é mundo, a gente usa categorias para identificar e diferenciar os distintos grupos humanos. O problema é que toda classificação traz consigo um julgamento e, assim, uma hierarquia de saber quem é o superior e o inferior. Os primeiros museus desta ciência perseguiam esta meta e sobravam exemplares de esqueletos, cabeças e fetos de outras “raças”.

DSC07428

O museu foi inagurado em 1875 como museu Anatômico e foi acompanhando as mudanças da disciplina ao se transformar em um muse de Antropologia. Localizado na antiga residência do dr. Velasco que investiu suas economias e energia para colecionar exemplares dos mais variados tipos humanos. Atualmente, porém, esses museus servem para descobrir costumes de povos que não vivem (ou pouco vivem) em contato com a sociedade industrializada. Como os espanhóis viajaram pelos quatro cantos do planeta há objetos da Ásia – especialmente das Filipinas – Amazônia, África e América em geral.

DSC07422

Assim vale a pena estar lá uma horas e contemplar objetos, roupas, joias e sapatos de uso cotidiano ou referentes à religião. Muitas vezes acompanhadas de fotos, a coleção é uma amostra interessante do vasto mundo que pensamos decifrar só porque temos hoje a Internet.

Onde? Calle de Alfonso XII, 68 – Metrô Atocha, L1

Quando ?

  • De terça a sábado de 9:30 a 20:00 horas
  • Domingos e feriados: de 10 a 15 horas

Quanto? 3 euros


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers