Parquinhos para as crianças

(post em 04/08/2015)


É possível fazer uma viagem internacional com crianças e ser feliz. Vai dar mais trabalho? Óbvio! Se até a ida à padaria torna-se uma aventura sem precedentens depois da chegada dos filhos, o que dirá viajar. Mas com um pouco de paciência e planejamento – palavras que fazem parte do vocabulários de qualquer pais – é possível conciliar visitas, inclusive a museus, e atividades ao ar livre.

Agora que meu pimpolho tem dois anos tenho mapeado os parquinhos que existem na cidade. Brinquedos de metal, plástico, chão mais macio e segurança são itens que podem ser encontrados nos parques da capital espanhola.

Pensando nisso, completo o post Madri para crianças (já leu? Vai lá e volte) para ajudar os pais que visitam a capital espanhola com os filhos. À medida que conhecer parquinhos espalhados por aí vou aumentando a lista.

Plaza do Oriente – parquinho em zona mais turística não há! No meio do caminho entre o teatro Real, o palácio Real e a Catedral, fica difícil encontrar localização melhor para fazer um pit-stop se o (a) seu (sua) filho (a) está entendiado. Com chão de areia, balanço, casinha, gangorra, dá para brincar um bocado por ali.

DSC02433

 

Plaza Santa Ana – no coração do Bairro das Letras existem dois parquinhos para os pimpolhos. Como a praça está rodeada de bares é possível tomar um aperitivo ali e ficar de olho nas crianças. Ou não! Afinal de contas, dependendo da idade, os pais tem que ficar sempre junto aos filhos.

Parque do Retiro – o parque em si é uma atração para os pequenos. Porém, dentro dos jardins estão pequenos oásis de brinquedos. Indico os dois que estão nas entradas turísticas: o da porta da Independência, à direita, com brinquedos de madeira, com aquele ar antigo. Da mesma forma, quem vem de metrô e usa a passagem subterrânea encontra em poucos passos brinquedos de metal modernosos para crianças de todas as idades.

Também perto do pavilhão de exposições, o palácio Velazquez, há outro parquinho. O único problema é que ele não é protegido pelo sol e, por isso, contra-indicado no verão. Mais adiante tem a Biblioteca Eugenio Trias que é uma ótima pedida ficar com os filhos.

Paseo del Prado – foi ao Museu do Prado ou ao Museu Thyssen com as crianças e elas ficaram entediadas? Hora de fazer um pit stop ali mesmo, no Paseo del Prado, na altura do museu Thyssen, mais precisamente em frente a estátua de Apolo. Com bastante sombra e bancos, ali tem um parquinho simples, mas que resolve o problema. Foto abaixo:

DSC00439

El Corte Inglés da calle Serrano, 52 – este parquinho é protegido pelo sol com uma tenda. Com piso macio, oferece escorrega, gangorra e outras coisas que só as crianças conseguem entender. O pimpolho gosta muito e a foto que abre este post é de lá. A grande vantagem é que há vários bancos no meio dos brinquedos e os pais podem se sentar e vigiar os filhos. Ao lado, um carrossel para culminar a felicidade da criançada. Uma volta de carrossel custa 1,90 euros.

DSC09497

Plaza Salvador Dalí – se você deseja conhecer a única praça do mundo projetada pelo genial artista ou está perambulando pelo bairro de Salamanca, saiba que há dois conjuntos de brinquedos ao lado da estátua do “Homem Caminhante”. Escorrega pequeno, casinha e a versão moderna do “trepa-trepa” estão ali. Mas a garotada gosta mesmo quando algum adulto usa a fonte de água potável, pois todo mundo quer se molhar também.

DSC03955

O Rumo a Madrid agora está no Instagram com o nome de @rumoamadrid. Siga a gente por lá!

 


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers