Segóvia

(post em 31/03/2014)


Madri está rodeada de cidades interessantes. Quem pensa em ficar uma semana por aqui pode aproveitar para conhecer a vizinhança. Já falei de Toledo e Alcalá de Henares e hoje mostro a vocês Segóvia.

Segóvia está a tão somente 90km de Madri e é possível chegar ali de carro, trem ou mesmo de Cercanías. Na primeira vez, fui neste último e nem vi uma hora de viagem passar; mas da segunda peguei o trem de alta velocidade (AVE) e em 30 minutos estava lá. Com um dia de caminhada é suficiente para visitar os principais pontos turísticos e passear pelas ruas agradáveis e cheias de história. Infelizmente, as belas igrejas românicas dos arredores terão que ficar de fora do roteiro, mas nem tudo é perfeito.

Outra atração que faz a maioria dos espanhóis salivar quando escuta a palavra “Segóvia” é o leitão que servem ali. Portanto, uma vez na cidade, peça o famoso “cochinillo de Segóvia”. Infelizmente, não provei da iguaria e terei que fazer o enorme sacrifício de voltar à cidade.

Aqueduto – o símbolo da cidade e sua principal atração turística é o aqueduto. Construído pelos romanos nos séculos I e II, em pedras superpostas e sem cimento! Como assim? Tem uma argamassa básica, mas a grande maioria das pedras está apenas equilibrada uma nas outras.

O aqueduto era bem maior, mas as sucessivas invasões de inimigos e a falta de preservação foram reduzindo ao tamanho que está hoje. Mesmo assim é de tirar o fôlego quando se vê uma construção tão espetacular em um tempo que não havia a metade da tecnologia que dispomos. Ah, sim! Não havia máquinas, é verdade, mas havia escravos… Admire o aqueduto, tome um café, tire fotos sem piedade até descarregar a bateria.

DSC05172Catedral de Santa Maria de Segóvia – Depois de admirar o aqueduto é hora de partir para a catedral, dedicada a Assunção de Maria e a São Frutos. Siga pela calle Cervantes, que se transformará em calle Isabel, a Católica e suba em direção à Plaza Mayor. A igreja data do séc. 16, na transição do gótico para o renascimento e levou quase 200 anos para ser concluída. Assim, se encontram um pouco de vários estilos. As imagens dos santos são lindíssimas e o coro também. Além disso, é possível visitar o claustro e o pequeno museu.

O santo patrono de Segóvia é são Frutos, um filho da terra que nasceu de família abastada em 642. Junto aos dois irmãos, após a morte de seus pais, venderam os bens que lhe cabiam de herança e foram viver em ermitas nos arredores da cidade. Sua festa é comemorada em 25 de outubro e na véspera há um costume curioso. A população vai para a porta da catedral onde há a imagem do santo para vê-lo virar a página do livro que ele carrega. Como as pessoas na Idade Média eram muito crédulas, não me estranha nada que muitos viam a folha se mover.

Onde? Plaza Mayor s/n

Quando? Outubro-março: 9:30 – 17:30 h e Abril-setembro: 9:30 – 18:30 h

Quanto? Entrada: 3 € Grátis: Domingos de 9:30 a 13:15 h


Casa Museu de Antonio Machado – Situada no meio do caminho entre a catedral e o Alcázar. O poeta sevilhano Antonio Machado é um dos principais poetas espanhóis do século 20, junto ao seu irmão Manuel. O escritor viveu em Segóvia, de 1919-1932, numa pensão modesta enquanto dava aulas de francês no Instituto de Segóvia, fazia versos e militava a favor da democratização da educação.13_02_2016_11_20_24

Mesmo que o visitante não conheça nenhuma linha dos versos de Machado, o museu vale a pena para quem gosta de saber como viviam pessoas assalariadas no começo do século 20. Palácios e casas senhoriais temos em quantidade, mas e um professor? Destaque para a cozinha com fogão a lenha e o quarto do poeta. E não esqueça de tirar uma foto com a estátua de Machado na praça Mayor.

13_02_2016_11_23_58

 

Onde? Calle de los Desamparados, 5.

Quando? Primavera-verão: de segunda a domingo de 11:00 a 14:00 h e de 16:00 a 19:00 h

Otoño-invierno: de segunda a domingo de 11:00 a 14:00 h e de 16:00 a 19:00 h

Domingos de 10:00h a 14:00 h

Quanto? Entrada: 2,50 €. Grátis: quarta-feira.



 

20150627_131530

Alcázar de Segóvia – a terceira atração mais visitada de Segóvia é o Alcázar, palavra que significa castelo ou fortaleza em árabe; e há muitos pela Espanha como o de Sevilha e o de Córdoba. O de Segóvia data do século 12 e foi usado tanto pelos árabes quanto pelos reis cristãos que o reconstruíram ao seu gosto. Quando a monarquia prescindiu do edifício ele foi adaptado para ser uma prisão e em 1764, o rei Carlos III o transformou numa academia militar. Ali estão instalados um museu que conta história da instituição e o arquivo militar.

O estilo arquitetônico do Alcázar varia muito dentro e fora. Nas salas vemos as marcas dos diversos inquilinos que o palácio-fortaleza teve. Dos árabes temos o teto ricamente decorado com palavras do seu idioma e desenhos geométricos com cores fortes. Já do tempo dos reis cristãos impressiona o retábulo da capela por sua riqueza de pinturas e coloridos. Ainda encontramos vitrais com motivos religiosos e monárquicos, tapetes e mobília da época.

Onde? Plaza Reina Victoria Eugenia, s/n,

Quanto? 5 euros – visita ao palácio e 2 euros vista a torre de San Juan. Nas bilheterias só aceitam pagamento em dinheiro.

Quando? Outubro a março 10h às 18h e abril a setembro: 10h às 19h.



Como chegar a Segóvia

Trem – o trem de alta velocidade sai da estação de Chamartín, a viagem dura meia hora e a passagem custa em média 10,50 euros. Em frente à estação é possível pegar um ônibus que deixa o visitante na praça do aqueduto e custa 1,03 euros.

Cercanías – Quem optou por ir de Cercanias pode pegar o trem em Atocha, linha C-8 e fazer a baldeação em Cercedilla e daí pegar o trem para Segóvia. A viagem dura um pouco mais de uma hora e meia. O bilhete simples custa 8,55 euros e o de ida e volta sai por 17,10 euros.

Ônibus– a companhia “La Sepulvedana” faz o trajeto Madri-Segóvia em uma hora. O ônibus sai da estação de Príncipe Pio. A passagem custa 8, 09 euros e a viagem dura uma hora e quinze minutos.


Conheça o Palácio Real de la Granja de San Ildefonso, residÊncia de verão de Felipe V, ali pertinho.

Confira também os posts sobre Aranjuez, Salamanca e Zamora.

Post atualizado em 13/02/2016.

 


Compartilhe |


2 Comentários

  1. Linda Seak diz:

    o seu roteiro foi muito bom. Estou a planear também na minha viagem de Madrid, um dia ir a Segóvia.Por isso o seu roteiro também é uteis para mim. Muito prazer.

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers