Tapapiés

(post em 19/10/2014)


Finalmente fomos ao Tapapiés, evento gastronômico e cultural no bairro de Lavapiés onde vários bares e restaurantes da região oferecem uma “tapa” a 1 euro e com cerveja Damm, sai por 2 euros. A promoção vai de 16 a 26 de outubro e cada ano faz mais sucesso. Assim, prepare-se para ir comendo iguarias, mas não espere conforto porque os lugares enchem.

Lavapiés é o bairro onde se concentram mais imigrantes asiáticos e africanos em Madri. Ao contrário de outras capitais europeias, aqui não existem guetos, pois estão todos juntos e misturados. Os indianos lado a lado com os açougueiros árabes, os chineses vizinhos de brasileiros; e senegaleses que abrem as portas dos restaurantes que dividem parede com paquistaneses.

Fomos a seis restaurantes e comemos de tudo e mais um pouco. Não deu para tirar fotos de todas as tapas, mas vou tentar descrevê-las e assim passar um pouco do clima.

DSC03711

Começamos com o restaurante Lãmiak, nosso conhecido, que serviu salada de outono . Um potinho de pedaços de frango com cebola roxa, cominho, laranja, tomate e endivia. Uma delícia! E olha que detesto cominho. No final, bebi todo o caldo.

Descemos a rua e partimos para o “Aristocratas del Lumpén” e provamos carpaccio de polvo com molho de queijo camembert. Foi a tapa mais gourmet de todas, servida num pão crocante e lindamente enfeitada com cebolinha.

Andamos mais um pouco e nos deparamos com El Figurante, um charmoso bar, com decoração de móveis antigos. Como este bar estava vazio, entramos com o carrinho tranquilamente e resolvemos pedir um “tinto de verano”. Ali saboreamos a tapa mais pobrinha, mas ao me ver, a mais gostosa: berinjela ao vinagrete com cenoura e cebola.

Também pegamos o livrinho da programação e descobrimos que tinha um bar brasileiro que servia coxinha! Nem pensamos duas vezes e lá fomos nós para o Coco Tropical provar a autêntica iguaria brasileira. A decoração de coqueiros e o atendente que paquerava as clientes não deixava dúvida que estávamos em território nacional.

DSC03730

A próxima parada foi no Café Kino, um café simpático que tem sala de cinema com 11 poltronas. Serviram-nos três madalenas feitas com azeitonas e champignon com geléia perfeitas para arrematar os salgados que tínhamos comido. O ambiente aconchegante fez o Kino ganhar o direito de ter a foto que abre este post.

Fizemos um esforço enorme – como vocês devem perceber – e lá fomos para o último, a Tasca Parrondo. Um boteco do estilo pé-sujo, daqueles que você não pode ficar imaginando muito como deve ser a cozinha se o salão é acabado daquele jeito… No entanto, foi o que surpreendeu, pois serviu um pratinho de cozido de grão de bico, cenoura, pimentão verde e vermelho, pimenta, acompanhado de uma torrada. Nunca julgue pelas aparências, minha gente.

DSC03774

Melhor que todos os quitutes que provamos só mesmo a quantidade de restaurantes interessantes que conhecemos em tão pouco tempo. Acho que esse é o espírito de ir de bar em bar.

O Tapapiés segue até dia 26. Se você estiver em Madri, não pode perdê-lo!

Mais informação em espanhol: http://comerciolavapies.com/?t=contenido&id=46

 


Compartilhe |


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Copyright © 2013 Rumo a Madrid

Criação e desenvolvimento Guttdesign

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers